Mínimos, múltiplos, comuns – a ordem do mundo segundo João Gilberto Noll

Iberoamericana. América Latina - España - Portugal. 2014;9(36):127-142 DOI 10.18441/ibam.9.2009.36.127-142

 

Journal Homepage

Journal Title: Iberoamericana. América Latina - España - Portugal

ISSN: 1577-3388 (Print); 2255-520X (Online)

Publisher: Iberoamericana / Vervuert

Society/Institution: Ibero-Amerikanisches Institut PK

LCC Subject Category: History (General) and history of Europe: History of Portugal | History (General) and history of Europe: History of Spain | History America: Latin America. Spanish America | Language and Literature: French literature - Italian literature - Spanish literature - Portuguese literature | Social Sciences

Country of publisher: Germany

Language of fulltext: English, Spanish; Castilian, Portuguese

Full-text formats available: PDF

 

AUTHORS

Marcel Vejmelka

EDITORIAL INFORMATION

Double blind peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 30 weeks

 

Abstract | Full Text

No contexto latino-americano, o Brasil aparece à parte das cartografias bem delineadas e cada vez mais diferenciadas da produção e teorização da micronarrativa, que na área hispano-americana se constitui particularmente por meio do microrrelato. Entre eles, nomes conhecidos como Millôr Fernandes, Moacyr Scliar, Modesto Carone, Sérgio Santana, e alguns já experientes no gênero, como Fernando Bonassi, Dalton Trevisan e também o autor tematizado no presente estudo: João Gilberto Noll. Apesar de suas dimensões impressionantes, essa antologia ainda é um projeto individual, que conseguiu dar visibilidade e um acento concreto – no e para além do Brasil – a esse gênero de presença ainda esporádica.