As mulheres romanas e bretãs da Britannia

Heródoto. 2018;2(2) DOI 10.31669/herodoto.v2i2.284

 

Journal Homepage

Journal Title: Heródoto

ISSN: 2448-2609 (Online)

Publisher: Universidade Federal de São Paulo

Society/Institution: Universidade Federal de São Paulo, Grupo de Estudos e Pesquisas sobre a Antiguidade Clássica e suas Conexões Afro-asiáticas

LCC Subject Category: History (General) and history of Europe: History (General): Ancient history

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: English, Portuguese, Spanish

Full-text formats available: PDF

 

AUTHORS


Tais Pagoto Bélo (Universidade Estadual de Campinas)

EDITORIAL INFORMATION

Peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 15 weeks

 

Abstract | Full Text

A proposta deste artigo é refletir sobre a mulher na sociedade antiga, em especial na Britannia. O trabalho engloba romanas e bretãs que compuseram diferentes costumes, que se entremearam, que ali viveram e que foram, de alguma forma, evidenciadas por vestígios escritos e/ou materiais. Este não era um grupo homogêneo, ou seja, tanto para a população que ali já havia se alojado quanto para a que veio depois, deveria existir uma grande variedade de ideias a respeito do status dessas mulheres e do modo como elas deveriam conduzir suas vidas. Materiais sobre romanas e bretãs já foram encontrados de maneira epigráfica em altares, lápides e sepultamentos. Contudo, este trabalho compara essas primeiras fontes com a obra de Tácito, Anais, uma vez que esse autor parece sempre colocar as mulheres com características pejorativas, muito diferentes das palavras carinhosas e amorosas dadas a elas nesses locais de óbito.