Uma relação delicada: estudo do encontro professor-aluno

Interface: Comunicação, Saúde, Educação. 2010;15(36):39-52

 

Journal Homepage

Journal Title: Interface: Comunicação, Saúde, Educação

ISSN: 1414-3283 (Print); 1807-5762 (Online)

Publisher: Faculdade de Medicina de Botucatu (Unesp)

Society/Institution: Universidade Estadual Paulista (UNESP)

LCC Subject Category: Medicine: Public aspects of medicine

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Spanish; Castilian, Portuguese, English

Full-text formats available: PDF, HTML, XML, ePDF

 

AUTHORS

Izabel Cristina Rios (Universidade de São Paulo)
Lilia Blima Schraiber (FMUSP)

EDITORIAL INFORMATION

Double blind peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 41 weeks

 

Abstract | Full Text

O tecnicismo e o esvaziamento do lugar do médico como cuidador são determinados pela formação centrada na aquisição de conhecimentos biomédicos. Críticas levaram as escolas médicas a incluir no currículo disciplinas de humanidades, o que se mostrou insuficiente. Fatores culturais como ambiente educacional e comportamentos também estariam envolvidos. Objetivou-se compreender o encontro intersubjetivo de professores e alunos, ressaltando aspectos referidos à cultura contemporânea identificados como importantes para a construção da identidade e atitude médica. Por meio de estudo de caso, triangulando a observação participante, entrevistas com professores e alunos e documentos oficiais de uma escola médica no estado de São Paulo, abordaram-se as relações pedagógicas e intersubjetivas no cotidiano do processo educacional. Na análise, construíram-se as configurações do 'eu e o outro', da 'tecnologia' e das 'relações intersubjetivas de professores e alunos', encontrando-se modos polares de interatividade: relações de vínculo e confiança; de desqualificação e onipotência; e violências.