Sociologias (2006-06-01)

Igreja Católica, assistência social e caridade: aproximações e divergências The Catholic Church, social assistance, and charity: approximations and disagreements

  • Claudia Neves da Silva

DOI
https://doi.org/10.1590/S1517-45222006000100012
Journal volume & issue
no. 15
pp. 326 – 351

Abstract

Read online

Este artigo é resultado de uma pesquisa concluída em 2003, que teve por objetivo investigar como se expressa a concepção de direito nas ações das pastorais sociais da Igreja Católica de Londrina. Ao observarmos que a concepção de caridade e de direitos sociais caminha lado a lado no interior da Igreja Católica, uma indagação surgiu: como a concepção de direito social se expressa nas ações das pastorais sociais. A caridade é difundida como um dever cristão, uma ação que se expressa na experiência da solidariedade em relação ao outro que se encontra em situação que lhe impossibilita garantir sua condição mínima de sobrevivência. Ao menos no discurso, as ações desenvolvidas não se limitam a fornecer cesta básica, roupas ou remédios. Constatamos que aqueles que atuam nas pastorais sociais movidos por valores como amor ao próximo e solidariedade, não perderam de vista, ao contrário, vêm reforçando a idéia de direito social.This article is the result of a research study concluded in 2003, which aimed at investigating how the conception of Law is expressed in the actions of the so-called social pastoral commissions of the Catholic Church in Londrina, Brazil. By observing that the conception of charity and that of social rights walk side-bi-side within the Catholic Church, a question emerged: how is the conception of social right expressed in the actions of social pastoral commissions? Charity is preached as a Christian duty, as an action expressed in the experience of solidarity towards others who are in a situation that prevents them from having minimal living conditions. At least at discourse level, the actions developed are not limited to provide basic goods, clothes or medicine. We realized that those who act in social pastoral commissions, driven by values such as love to fellow human beings and solidarity, have not lost sight of the idea of social right - on the contrary, they have been reinforcing it.

Keywords