In Autumn 2020, DOAJ will be relaunching with a new website with updated functionality, improved search, and a simplified application form. More information is available on our blog. Our API is also changing.

Hide this message

Sentimentos e expectativas de mulheres frente ao diagnóstico de câncer de mama

Journal Health NPEPS. 2020;5(1):290-305 DOI 10.30681/252610104119

 

Journal Homepage

Journal Title: Journal Health NPEPS

ISSN: 2526-1010 (Online)

Publisher: Universidade do Estado de Mato Grosso

Society/Institution: Universidade do Estado de Mato Grosso, Departamento de Enfermagem

LCC Subject Category: Medicine: Nursing | Medicine: Medicine (General) | Medicine: Public aspects of medicine

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Portuguese

Full-text formats available: PDF

 

AUTHORS


Ruth Silva Lima da Costa (Centro Universitário Uninorte)

Reimilas dos Santos Maciel Lima (Centro Universitário Uninorte)

Tamirez Cordeiro Félix (Centro Universitário Uninorte)

Thaís Milani Silva Cardoso da Mota (Centro Universitário Uninorte)

Emily Assis Tavares (Centro Universitário Uninorte)

Gleicy Janáira da Costa Queiroz (Centro Universitário Uninorte)

Elizângela Pessoa Pereira (Centro Universitário Uninorte)

EDITORIAL INFORMATION

Double blind peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 12 weeks

 

Abstract | Full Text

Objetivo: evidenciar os sentimentos e expectativas de mulheres frente ao diagnóstico de câncer de mama. Método: trata-se de estudo descritivo com abordagem qualitativa, desenvolvido junto a 12 mulheres, diagnosticadas com câncer de mama, no ano de 2017 em Rio Branco – Acre, Brasil. Resultados: a maioria das mulheres pertenciam a faixa etária de 50 a 59 anos, com ensino médio completo, casadas e com renda familiar de 1 a 2 salários mínimos. Para grande parte delas, o primeiro sintoma da doença foi o aparecimento de nódulo mamário, com difícil aceite, pois revelaram medo da morte. As expectativas frente ao futuro após o diagnóstico eram de esperança e de que a cura iria chegar, além de sentimentos de gratidão por estar vencendo a doença e o desejo de compartilhar com outras mulheres sua experiência; fortalecê-las diante dos desafios no enfrentamento da doença. Conclusão: após a confirmação do diagnóstico, faz-se necessário a efetivação de ações multiprofissionais voltadas a mulher, especialmente em relação aos aspectos emocionais, para que ela possa vivenciar esse processo, sentindo-se mais forte e acolhida.