Entre a filosofia e a sociologia: matrizes teóricas das discussões atuais sobre história e memória

Estudos Ibero Americanos. 2006;32(1):85-97

 

Journal Homepage

Journal Title: Estudos Ibero Americanos

ISSN: 0101-4064 (Print); 1980-864X (Online)

Publisher: Editora da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (EDIPUCRS)

Society/Institution: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

LCC Subject Category: History America: Latin America. Spanish America

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Portuguese, Spanish; Castilian

Full-text formats available: PDF

 

AUTHORS

Schmidt, Benito Bisso

EDITORIAL INFORMATION

Double blind peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 10 weeks

 

Abstract | Full Text

O objetivo deste texto é situar as matrizes teóricas dos trabalhos de alguns autores que servem como referência para boa parte dos estudos contemporâneos sobre as relações entre história e memória: Bergson, Halbwachs, Pollak, Nora e Ricoeur. Seus estudos dialogam, de maneira direta ou indireta, com duas matrizes: a sociológica-objetivista e a fenomenológica-intuicionista. Elas se estabeleceram no âmbito da disputa entre a sociologia e a filosofia pelo direcionamento das ciências humanas nascentes no século XIX