Perspectivas em Diálogo: Revista de Educação e Sociedade (2019-06-01)

Família e escola: a construção da homofobia no Brasil

  • Maycon Regis Nogueira dos Santos ,
  • Emerson André de Godoy

Journal volume & issue
Vol. 6, no. 11
pp. 41 – 62

Abstract

Read online

Este artigo pretende levantar questões acerca da construção social da homofobia no Brasil e busca problematizar alguns dos modos pelos quais a família e a escola têm contribuído para a constituição de uma sociedade homofóbica. Em um primeiro momento a análise dar-se-á envolvendo a questão familiar, visto que há uma naturalização no processo de educação dentro do contexto familiar, como em outros ambientes, baseado em um modelo heteronormativo de sociedade, e uma tendência de invisibilidade dos outros modelos, consequentemente, causando a impressão de que não são naturais. Quanto à escola, esse ambiente social nem sempre é acolhedor e inclusivo, nessa perspectiva, o ambiente escolar configura-se cercado pela naturalização da homofobia, promovendo e provocando o abandono escolar dos indivíduos pertencentes à comunidade LGBT. Estes constantemente são vítimas de agressões, piadas e do ódio de seus colegas e professores, ressaltando que a homofobia acontece de diversas formas e nos dois ambientes sociais: familiar e escolar, e as agressões e humilhações sejam elas físicas, psicológicas ou moral são desconsideradas na maioria das ocasiões. Sendo assim, faremos uma revisão bibliográfica seguindo a perspectiva pós-estruturalista, para construir uma análise de como acontece a construção dessa homofobia e, assim, responder questões importantes inerentes a esta, de forma que se possa contribuir com o próprio movimento LGBT.

Keywords