A doença periodontal na comunidade negra dos Arturo's, Contagem, Minas Gerais, Brasil

Cadernos de Saúde Pública. 20(2):596-603

 

Journal Homepage

Journal Title: Cadernos de Saúde Pública

ISSN: 0102-311X (Print); 1678-4464 (Online)

Publisher: Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz

LCC Subject Category: Medicine: Public aspects of medicine

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Portuguese, Spanish; Castilian, English

Full-text formats available: PDF, HTML, XML

 

AUTHORS

Takeshi Kato Segundo (Universidade Federal de Minas Gerais)
Efigênia Ferreira e Ferreira (Universidade Federal de Minas Gerais)
José Eustáquio da Costa (Universidade Federal de Minas Gerais)

EDITORIAL INFORMATION

Peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 17 weeks

 

Abstract | Full Text

Trata-se de um estudo seccional transversal em uma comunidade da raça negra. A amostra foi constituída por 104 indivíduos acima de 13 anos de idade, sendo 63 mulheres e 41 homens. Foram examinados todos os dentes presentes, com exceção dos terceiros molares. Cada dente foi sondado em seis sítios para registrar a profundidade de sondagem e a perda de inserção e em quatro sítios para registrar sangramento após sondagem e presença de cálculo. Observou-se que, do total dos dentados, o sangramento à sondagem foi detectado em 97,9%, a profundidade de sondagem (PS) > 4mm foi observada em 43,3%, a perda de inserção (PI) > 4mm verificou-se em 63,5% e em 81,2% observou-se a presença de cálculo. De 46 a 60 anos, identificou-se uma PI de 8,3mm (±4,27), a maior média, e também PS de 4,6mm (±3,5). A doença acometeu 9,6% dos participantes em sua forma grave (PS > 7), valor dentro dos padrões conhecidos no Brasil e no mundo, não havendo um diferencial por ser um povo negro. Faixa etária, escolaridade e uso de tabaco foram indicadores de risco relacionados com a doença.