In Autumn 2020, DOAJ will be relaunching with a new website with updated functionality, improved search, and a simplified application form. More information is available on our blog. Our API is also changing.

Hide this message

Uma missão abolicionista britânica no Brasil e as relações entre a British and Foreign Anti-Slavery Society e a Sociedade contra o Tráfico de Africanos e Promotora da Colonização e Civilização dos Indígenas

Almanack. (15):293-317 DOI 10.1590/2236-463320171508

 

Journal Homepage

Journal Title: Almanack

ISSN: 2236-4633 (Online)

Publisher: Universidade Federal de São Paulo

Society/Institution: Universidade Federal de São Paulo

LCC Subject Category: History America: Latin America. Spanish America

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Spanish, Portuguese

Full-text formats available: PDF, HTML, XML, ePDF

 

AUTHORS


Henrique Antonio Ré

EDITORIAL INFORMATION

Double blind peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 32 weeks

 

Abstract | Full Text

Resumo: Em 1852, uma missão quacre visitou o Brasil para entregar ao Imperador um Memorial contra a escravidão e o tráfico de escravos, elaborado pela Sociedade Religiosa dos Amigos da Grã-Bretanha e Irlanda. Essa missão favoreceu o contato entre a recém-criada Sociedade contra o Tráfico de Africanos e Promotora da Colonização e Civilização Indígena (SCT) e a Sociedade Abolicionista Britânica e Estrangeira (BFASS). O artigo explora como o nascente antiescravismo brasileiro soube se aproveitar do prestígio da instituição britânica, mas ao mesmo tempo manteve uma linha de atuação independente.