Revista Geotemas (2020-12-01)

CIDADES SUSTENTÁVEIS E POLÍTICAS AMBIENTAIS: UM RESGASTE DA PERCEPÇÃO DOS GESTORES MUNICIPAIS DA REGIÃO METROPOLITANA DO CARIRI, CEARÁ, BRASIL

  • Diego Coelho do Nascimento

DOI
https://doi.org/10.33237/geotemas.v10i3.4388
Journal volume & issue
Vol. 10, no. 3
pp. 106 – 124

Abstract

Read online

A Região Metropolitana do Cariri (RM Cariri) está localizada no extremo sul do estado do Ceará e, atualmente, é constituída por nove municípios. A região apresenta um contexto de crescimento econômico e demográfico elevado, especialmente, nos principais municípios que a compõem. O objetivo desta pesquisa é analisar o viés da sustentabilidade na RM Cariri a partir da percepção dos gestores municipais e do aparato legal-institucional de interação entre as questões urbanas e ambientais. A percepção sobre a noção de cidades sustentáveis por parte dos prefeitos dos munícipios integrantes da RM Cariri foi obtida por meio de entrevistas semiestruturadas com posterior análise do discurso, enquanto o aparato legalinstitucional foi obtido através de dados secundários. A RM Cariri apresenta poucas medidas e ações que podem ser enquadradas como sustentáveis e, por conseguinte, estejam relacionadas às dimensões e características de Cidades Sustentáveis. Nem mesmo questões simples como a elaboração do Plano Diretor Participativo são unanimidade nesse arranjo. Notou-se, a partir da análise da percepção dos prefeitos municipais, que, muitas vezes, a visão desses atores sobre a noção de cidades sustentáveis limitou-se à uma das dimensões da sustentabilidade – geralmente, a econômica. Portanto, há uma visão distorcida e limitada do que é sustentabilidade, o que faz com a dimensão econômica continue a ser priorizada e ocorra um afastamento da noção de cidades sustentáveis. Reforça-se assim, a continuidade da busca por ambientes com bons índices econômicos, mas com situação social e ambiental insustentável que trarão prejuízos mais evidentes para as futuras gerações.

Keywords