RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação (2020-11-01)

Pessoa com deficiência visual e a acessibilidade à informação para mobilidade indoor

  • Cláudio Gonçalves Bernardo,
  • Ivette Kafure Muñoz,
  • Tiago Barros Pontes e Silva

DOI
https://doi.org/10.20396/rdbci.v18i00.8661391
Journal volume & issue
Vol. 18
pp. e020036 – e020036

Abstract

Read online

Introdução: A lei de acessibilidade 10.098 de 2000 estabelece normas e critérios para promover acessibilidade às pessoas com deficiência. Dados do censo realizado pelo IBGE em 2013 informam que do total de 146,3 milhões de pessoas acima de 18 anos, aproximadamente 5,27 milhões são pessoas com deficiência visual (PDV), o equivalente a 3,6%. Método: Considerando que a informação quando é proporcionada de maneira correta leva melhores condições de mobilidade à PDV, este artigo apresenta a proposta de desenvolvimento de artefato eletrônico que lhe proporcione informação na sua mobilidade em qualquer espaço físico interno, posto que disponibiliza informações sobre distância, profundidade e lateralidade do ambiente, sendo categorizado como um mapa auditivo. Resultados: A partir da perspectiva da Ciência da Informação, abordando conceitos de estudo de usuários, acessibilidade e tecnologia assistiva a proposta trata dos desafios de acesso à informação e também de desafios ao acesso físico. O artefato foi desenvolvido utilizando o sistema Dosvox que é amplamente utilizado por PDV. A Biblioteca Central (BCE) da Universidade de Brasília (UnB) foi o espaço físico escolhido como o local contemplado para o desenho do artefato, por já possuir diversos recursos de acessibilidade à informação para a PDV. Conclusão: O objetivo de proporcionar acessibilidade à informação por meio do artefato desenvolvido foi atingido porque orienta a PDV em sua mobilidade indoor.

Keywords