Outra História Global é Possível? Desocidentalizando a história da historiografia e a história antiga

Esboços. 2019;26(43):473-485 DOI 10.5007/2175-7976.2019.e65429

 

Journal Homepage

Journal Title: Esboços

ISSN: 1414-722X (Print); 2175-7976 (Online)

Publisher: Universidade Federal de Santa Catarina

Society/Institution: Universidade Federal de Santa Catarina

LCC Subject Category: History (General) and history of Europe: History (General) | History America: Latin America. Spanish America

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Portuguese, French, Spanish, English

Full-text formats available: PDF

 

AUTHORS


Uiran Gebara da Silva (Universidade Federal Rural de Pernambuco)

EDITORIAL INFORMATION

Double blind peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 25 weeks

 

Abstract | Full Text

Este artigo traz, em sua primeira parte, uma reflexão sobre a problematização da história global como uma novidade historiográfica feita por Jurandir Malerba ao analisar seu impacto na área da história da historiografia. Ainda nessa parte, o artigo busca ressaltar a centralidade da crítica ao eurocentrismo e do impulso de desocidentalização na história global recente. Na segunda parte, com base numa comparação com os impactos da história global na História Antiga, reflito sobre os quatro pontos críticos apresentados por Malerba em suas considerações finais: o fato de objetos históricos poderem se beneficiar de uma abordagem global; a coerência narrativa e argumentativa possível aos tais objetos; os limites da expertise acadêmica para uma história global; a obsolescência prematura da história global. Na conclusão, afirma-se a singularidade da crítica desocidentalizadora na nova história global e a necessidade de os intelectuais do Sul global articularem suas histórias globais alternativas às dos intelectuais do Norte global.