Lições aprendidas na avaliação de um programa brasileiro de atenção a idosos vítimas de violência

Interface: Comunicação, Saúde, Educação. 2015;19(52):171-182 DOI 10.1590/1807-57622014.0427

 

Journal Homepage

Journal Title: Interface: Comunicação, Saúde, Educação

ISSN: 1414-3283 (Print); 1807-5762 (Online)

Publisher: Faculdade de Medicina de Botucatu (Unesp)

Society/Institution: Universidade Estadual Paulista (UNESP)

LCC Subject Category: Medicine: Public aspects of medicine

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Portuguese, Spanish; Castilian, English

Full-text formats available: PDF, HTML, XML, ePDF

 

AUTHORS

Maria Cecília de Souza Minayo
Edinilsa Ramos de Souza
Adalgisa Peixoto Ribeiro
Ana Elisa Bastos Figueiredo

EDITORIAL INFORMATION

Double blind peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 41 weeks

 

Abstract | Full Text

Apresentam-se “lições aprendidas” no processo de avaliação e monitoramento dos centros de prevenção de violência contra os idosos, programa criado em 2007 pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH), cuja proposta se baseia em atenção multidisciplinar oferecida por profissionais de direito, saúde e assistência social. Fez-se uma pesquisa avaliativa do programa durante três anos, utilizando-se triangulação de métodos quantitativos e qualitativos. As lições aprendidas provêm da visão dos diferentes atores que compartilharam a experiência, inclusive os idosos. A eficiência e a efetividade das ações mostraram a importância da iniciativa. Mas aqui se apontam, também, seus limites, particularmente problemas de sustentabilidade pela falta de investimento dos gestores e pela descontinuidade do apoio e da orientação da SDH. Em 2013, dos 18 projetos implantados, seis haviam encerrado suas atividades, 12 continuavam ativos, desses, dois expandiram suas ações.