Rede de movimentos sociais: um breve estudo sobre o modelo de gestão da Rede Agroecológica EcoVida

Em Tese. 2012;9(2):47-61 DOI 10.5007/1806-5023.2012v9n2p47

 

Journal Homepage

Journal Title: Em Tese

ISSN: 1806-5023 (Online)

Publisher: Universidade Federal de Santa Catarina

Society/Institution: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

LCC Subject Category: Political science: Political science (General) | Social Sciences: Social sciences (General)

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: English, Spanish; Castilian, Portuguese

Full-text formats available: PDF

 

AUTHORS

Juliana de Jesus Grigoli (Universidade Federal de Santa Catarina)

EDITORIAL INFORMATION

Peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 28 weeks

 

Abstract | Full Text

http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2012v9n2p47 Compreender a estrutura e a gestão das redes dos movimentos sociais como uma estratégia política que reúne sujeitos e atores sociais em torno de debates mais profundos sobre os conceitos de identidade, cidadania, sociedade civil organizada, emancipação social e democracia participativa, é o principal objetivo do presente estudo. Para tanto, tomaremos como objeto de análise as experiências organizativas da Rede Agroecológica EcoVida. A primeira parte do trabalho está centrada no debate conceitual procura unificar os conceito de movimentos sociais e redes sociais. Em seguida, apresenta-se um histórico e a análise das formas organizativas da Rede EcoVida. A terceira e última parte do estudo é uma reflexão teórica sobre as redes sociais e as novas formas de participação política na atualidade.