In Autumn 2020, DOAJ will be relaunching with a new website with updated functionality, improved search, and a simplified application form. More information is available on our blog. Our API is also changing.

Hide this message

Anotações sobre a análise crítica de discurso em pesquisas qualitativas no campo da saúde

Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil. 2014;14(4):423-432 DOI 10.1590/S1519-38292014000400012

 

Journal Homepage

Journal Title: Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil

ISSN: 1519-3829 (Print); 1806-9304 (Online)

Publisher: Instituto Materno Infantil de Pernambuco

LCC Subject Category: Medicine: Gynecology and obstetrics

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Portuguese, English

Full-text formats available: PDF, HTML, XML

 

AUTHORS


Maria Lúcia Magalhães Bosi

Marcos Aurélio Macedo

EDITORIAL INFORMATION

Peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 12 weeks

 

Abstract | Full Text

A emergência de sistemas de saúde ancorados em uma concepção ampliada de saúde, pressupondo, em seu ideário, dimensões que interrogam a compreensão das ações nesse campo capazes de articular estrutura e sujeito, vem impulsionando pesquisas avaliativas como modalidade de investigação, notadamente propostas metodológicas orientadas pelo enfoque qualitativo. Falar em pesquisa qualitativa é aludir à epistemologia qualitativa, tradição composta por numerosas vertentes, oriundas de paradigmas e campos disciplinares diversos, que carecem de aprofundamento, na perspectiva de desvelar, para cada uma delas, sua vinculação ontológica, epistemológica e, por extensão metodológica, incluindo o plano operacional. Tal empreendimento ainda é muito escasso na literatura especializada sobre o tema, verificando-se nas publicações o predomínio de estudos empíricos, convivendo com uma notável escassez de discussões epistemológicas e teórico-metodológicas atinentes aos modelos avaliativos operacionalizados. Ante essa configuração, este artigo se propõe a colocar em relevo alguns elementos conceituais inerentes à análise, entendida como etapa epistemológica central no enfoque (crítico) interpretativo. Na sequência, o texto focaliza uma vertente específica – a Análise Crítica do Discurso – com o intuito de recuperar alguns fundamentos e registrar aspectos operacionais que vimos empregando em pesquisas qualitativas em saúde.