Mulheres e tráfico de drogas: aprisionamento e criminologia feminista

Revista Estudos Feministas. 2015;23(3):761-778

 

Journal Homepage

Journal Title: Revista Estudos Feministas

ISSN: 0104-026X (Print); 1806-9584 (Online)

Publisher: Universidade Federal de Santa Catarina

LCC Subject Category: Social Sciences: The family. Marriage. Woman: Women. Feminism

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Spanish, Portuguese

Full-text formats available: PDF, HTML, XML

 

AUTHORS

Monica Ovinski de Camargo Cortina (Universidade do Extremo Sul Catarinense)

EDITORIAL INFORMATION

Peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 16 weeks

 

Abstract | Full Text

O artigo examina o fenômeno das altas taxas do aprisionamento feminino no Brasil e sua relação ao crime de tráfico de drogas, sob a ótica da criminologia feminista e a da feminização da pobreza. O perfil das mulheres presas atende à seleção discriminatória do sistema penal, pois submete à prisão mulheres jovens, mães de mais de um filho ou de mais de uma filha, em vulnerabilidade social, com relatos de abuso de drogas e chefes de famílias monoparentais. Os resultados apontam para a necessidade da implementação de políticas públicas específicas, pautadas para prevenir as situações de vulnerabilidade que têm orientado essas mulheres para o ingresso no tráfico de drogas, bem como oportunizar, àquelas que já estão nas prisões, alternativas de geração de trabalho e renda.