GEOUSP: Espaço e Tempo (2020-07-01)

Da construção socioespacial dos mercados aos avanços da financeirização

  • Felipe Nunes Coelho Magalhães

DOI
https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2020.165995
Journal volume & issue
Vol. 24, no. 2

Abstract

Read online

O artigo propõe contribuições a dois debates atuais no âmbito da geografia econômica: a nova geografia dos mercados, vertente que teoriza a centralidade do agenciamento proativo de novos mercados para a dinâmica de expansão capitalista em perspectiva socioespacial, e busca reposicionar a categoria mercado na teoria crítica (para além da oposição entre simples apologia e a simples condenação), e a teorização em torno do processo de financeirização do espaço, processo fundamental tanto nas relações contemporâneas entre espaço e economia quanto na reprodução ampliada do sistema econômico vigente de modo mais geral. Analisa-se também o aprofundamento da financeirização do espaço em suas rodadas atuais, relacionadas ao extrativismo rentista estendido na direção das economias populares e ao chamado capitalismo de plataformas nas metrópoles.

Keywords