Participação Política de Mulheres na América Latina: o impacto de cotas e de lista fechada

Revista Estudos Feministas. 2016;24(2):417-441

 

Journal Homepage

Journal Title: Revista Estudos Feministas

ISSN: 0104-026X (Print); 1806-9584 (Online)

Publisher: Universidade Federal de Santa Catarina

LCC Subject Category: Social Sciences: The family. Marriage. Woman: Women. Feminism

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Spanish, Portuguese

Full-text formats available: PDF, HTML, XML

 

AUTHORS

Alexandre Piffero Spohr (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)
Cristiana Maglia (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)
Gabriel Machado (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)
Joana Oliveira de Oliveira (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

EDITORIAL INFORMATION

Peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 16 weeks

 

Abstract | Full Text

O presente estudo analisa a participação política de mulheres na América Latina a partir da presença delas nos legislativos nacionais. São privilegiados fatores institucionais, destacadamente duas variáveis: existência ou não de cotas de gênero e formato de lista eleitoral (aberta ou fechada). Objetiva-se responder se a combinação de lista fechada e existência de cotas potencializa a eleição de mulheres nas câmaras baixas ou únicas de 14 países latino-americanos. São levantados dados históricos da presença de mulheres, os quais permitiram agrupar os casos em três conjuntos, posteriormente analisados de forma qualitativa. O estudo permitiu confirmar a hipótese do efeito cumulativo, tendo os países que apresentam as duas variáveis demonstrado os melhores resultados; ao mesmo tempo, questioná-la, em parte, ao identificar países como o Equador, o qual está entre os que possuem maior porcentagem e apresenta somente uma das variáveis