Civil society, institutions and state actors: interdependencies and constraints of the actions of social actors in participatory forums Sociedade civil, instituições e atores estatais: interdependências e condicionantes da atuação de atores sociais em fóruns participativos

Estudos de Sociologia. 2010;15(29)

 

Journal Homepage

Journal Title: Estudos de Sociologia

ISSN: 1414-0144 (Print); 1982-4718 (Online)

Publisher: Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara

Society/Institution: Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara

LCC Subject Category: Social Sciences: Sociology (General)

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Spanish; Castilian, Portuguese

Full-text formats available: PDF

 

AUTHORS

Soraya Vargas Cortes
Marcelo Kuntrath Silva

EDITORIAL INFORMATION

Peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 38 weeks

 

Abstract | Full Text

This article aims at understanding the way social actors are constituted and the way they act in the State sphere, especially in participatory forums. We examine two different theoretical perspectives regarding the relationship civil society-institutions-state actors: the fi rst stresses the attributes of the civil society and its actors, as these attributes are seen as capable of explaining the actions of social actors. The second emphasizes the importance of institutions and state actors in the modeling of social actors’ identities, interests and strategies. We also discuss a third perspective, which highlights the relationship between these two poles, and is considered more suitable for the analysis of political action in participatory forums. <b>Keywords:</b> Participation. Constructionist institutionalism. Political opportunity structure. State-society relationship. Civil society. Civic engagement. O artigo tem por objetivo compreender o modo como atores sociais se constituem e atuam frente ao Estado e, mais especificamente, em fóruns participativos. Para isso apresenta perspectivas teóricas que ressaltam que as relações de interdependência entre a sociedade civil e as instituições e atores estatais. As análises são classifi cadas em duas perspectivas. A primeira enfatiza os atributos intrínsecos da sociedade civil e de seus atores, tratados como elementos explicativos do modo como ocorre aquela ação. A segunda enfatiza a importância das instituições e de atores estatais na modelagem de identidades, interesses e estratégias de atores sociais. O artigo argumenta que uma terceira perspectiva, que acentue as interrelações entre esses polos, pode ser mais adequada à qualifi cação das análises sobre a atuação política em fóruns participativos. <b>Palavras-chave:</b> Participação. Institucionalismo-construcionista. Estrutura de oportunidades políticas. Relação Estado-sociedade. Sociedade civil. Associativismo