Agrarian (2013-07-01)

Correlação espacial e temporal de atributos físicos do solo com a produtividade do feijão em Chapadão do Sul - MS

  • Rafael Montanari,
  • Pedro Luiz Nagel,
  • Aluísio Pereira da Luz,
  • Evelize Nayara Santana da Silva,
  • Iurhy da Silva Rezende,
  • Lidiane Vieira da Silva,
  • Flávia Cristina Machado,
  • Cassiano Garcia Roque

DOI
https://doi.org/10.30612/agrarian.v6i21.2249
Journal volume & issue
Vol. 6, no. 21
pp. 289 – 302

Abstract

Read online

Em virtude dos potenciais produtivos poderem ser limitados pelas condições físicas do solo. Realizou-se um experimento com o objetivo de correlacionar a variabilidade da produção de grãos de feijão (PRG) por meio da seleção de atributos físicos do solo. O estudo foi desenvolvido na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Campus de Chapadão do Sul em um Latossolo Vermelho distrófico sob preparo convencional. Demarcou-se uma área de 2.500 m2 com 121 pontos amostrais dispostos em malha regular de 5 x 5 m. Foram coletadas amostras indeformadas para caracterização da densidade do solo (DS), porosidade total (PT), resistência à penetração (RP), umidade gravimétrica (UG), umidade volumétrica (UV) e densidade de partículas (DP) nas profundidades de 0,0-0,10 m (1), 0,10-0,20 m (2), 0,20-0,30 m (3). A correlação linear entre a produtividade de grãos de feijão com os atributos do solo estudados foi baixa devido ao grande número de observações. Houve variabilidade temporal dos atributos do solo e da planta entre as safras de 2010/11 e 2011/12, confirmado pela comparação de média pelo teste de Tukey ao nível de 5% de significância. A PRG foi maior na safra de 2011/12, mesmo apresentando maior densidade do solo (DS) e resistência à penetração (RP). Já, ao descrever a variabilidade espacial, os atributos tiveram padrões bem definidos, com alcances da dependência espacial entre 4,0 e 39,0 m.

Keywords