Alquimia, Ocultismo, Maçonaria: o ouro e o simbolismo hermético dos cadinhos (Séculos XVIII e XIX)

Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material. 8-9(1):9-54 DOI 10.1590/S0101-47142001000100002

 

Journal Homepage

Journal Title: Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material

ISSN: 0101-4714 (Print); 1982-0267 (Online)

Publisher: Universidade de São Paulo, Museu Paulista

Society/Institution: Universidade de São Paulo (USP)

LCC Subject Category: History America: Latin America. Spanish America

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: French, Portuguese, English, Spanish; Castilian, Italian

Full-text formats available: PDF, HTML, XML

 

AUTHORS

Tania Andrade Lima (Universidade Federal do Rio de Janeiro)
Marília Nogueira da Silva (Universidade Federal do Rio de Janeiro)

EDITORIAL INFORMATION

Peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 18 weeks

 

Abstract | Full Text

Este artigo apresenta a arqueologia das enigmáticas marcas impressas na base de cadinhos dos séculos XVIII e XIX recuperados nas escavações da Casa da Moeda do Rio de Janeiro, na década de 1980, e a explanação do seu significado simbólico à luz da alquimia, do ocultismo e da Maçonaria. Espraiando-se extraordinariamente mundo afora através de uma bem-sucedida estratégia de comunicação visual, a Maçonaria utilizou símbolos herméticos para a difusão de seus princípios nos mais diferentes suportes. Aparentemente estamos diante de um sinal de reconhecimento maçônico, o sinal exterior de uma organização oculta, só partilhado por iniciados e incompreensível para os demais, que contribuiu para difundir veladamente a doutrina maçônica por diferentes pontos do globo.