Revista Gestão & Saúde (2017-05-01)

Gerenciamento dos resíduos de serviços de saúde:

  • Lorena Emanuelle da Silva Santos Silva,
  • Jones Sidnei Barbosa de Oliveira,
  • Taiana Jambeiro Evangelista,
  • Cleuma Sueli Santos Suto,
  • Nildo Batista Mascarenhas

Journal volume & issue
Vol. 8, no. 2
pp. 318 – 337

Abstract

Read online

O manejo inadequado dos Resíduos produzidos em Serviços de Saúde (RSS) representa um risco potencial à saúde dos trabalhadores, população e meio ambiente, sendo necessária a implantação de Planos de Gerenciamento de Resíduos de Saúde bem elaborados. Objetivou-se comparar o manejo/gerenciamento dos resíduos nas unidades de atenção básica (UBS) e unidades hospitalares (UH) através de uma revisão sistemática da literatura. Os dados foram coletados nas bases BDENF e LILACS, analisados 21 artigos publicados entre 2006 a 2015. Os resultados evidenciam que nas UBS e nas UH não se manejam adequadamente os resíduos produzidos, conforme preconizado pela legislação vigente; necessita-se assim implantar ações de educação permanente para que trabalhadores da saúde e da higienização possam manejar os RSS adequadamente; o número de acidentes laborais durante o manejo é comum e a etapa da segregação é fundamental no gerenciamento. Conclui-se que nas UBS e UH a implantação do plano de gerenciamento não atende às recomendações legais, já que ambos não realizam o manejo correto dos resíduos, principalmente na etapa de segregação. A não realização desta etapa dificulta o manejo adequado e eficiente dos RSS nas fases seguintes, com implicações diretas na saúde das pessoas e no meio ambiente.

Keywords