SISTEMA ADAPTATIVO COMPLEXO: ESTUDO DE CASO EM UMA AGÊNCIA BANCÁRIA

Revista Administração em Diálogo. 2015;16(2) DOI 10.20946/rad.v16i2.11444

 

Journal Homepage

Journal Title: Revista Administração em Diálogo

ISSN: 2178-0080 (Online)

Publisher: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Society/Institution: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

LCC Subject Category: Social Sciences: Commerce: Business

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Portuguese

Full-text formats available: PDF

 

AUTHORS

Rennaly Alves da Silva (Universidade Federal de Pernambuco - UFPE)
Lúcia Santana de Freitas (Universidade Federal de Campina Grande - UFCG)
Gesinaldo Ataíde Cândido (Universidade Federal de Campina Grande - UFCG)

EDITORIAL INFORMATION

Double blind peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 10 weeks

 

Abstract | Full Text

Diante da pluralidade existente nas relações atuais, muitos autores buscam formas alternativas para analisar o comportamento organizacional (HOLLAND, 1996; KELLY; ALLISON, 1998; LEITE, 2004). Há consenso no entendimento de que, no processo de interação, os agentes aprendem e evoluem na tentativa de se auto-organizar. Estas organizações são admitidas como “Sistemas Adaptativos Complexos”. Leite (2004) busca explicar o processo de evolução através de nove níveis. Assim, o objetivo do artigo é identificar o nível de evolução da complexidade de uma agência bancária, à luz da Modelagem proposta por Leite (2004). Foi realizada uma pesquisa exploratório-descritiva, indicando comportamentos que posicionam a agência no nível 3 de complexidade.