Revista DAE (2021-03-01)

Mercúrio no meio ambiente: uma revisão sobre seus efeitos toxicológicos e as principais fontes de emissão

  • Wedlas Júnior Pereira Brito,
  • Bruno Silva de Holanda,
  • Fernanda da Silva de Andrade Moreira,
  • Jéssica Cristina Conte da Silva,
  • Antonio Rodrigues Fernandes

DOI
https://doi.org/10.36659/dae.2021.036
Journal volume & issue
Vol. 69, no. 230
pp. 127 – 139

Abstract

Read online

Esta revisão descreve o comportamento do mercúrio (Hg) no ambiente, desde sua origem até as implicações no ecossistema e na saúde humana. O Hg constitui um dos poluentes de maior risco para o equilíbrio ecológico e saúde humana, justificado pela elevada toxicidade e potencial de bioacumulação e biomagnificação através da cadeia alimentar. Nos solos a mobilidade do Hg é controlada pelas espécies do elemento e pelos atributos do solo, como pH, matéria orgânica e mineral de argila. Em plantas, o Hg afeta a fotossíntese, a absorção de nutrientes e a transpiração, porém algumas plantas desenvolveram mecanismos para tolerar esse metal, como acumular altas concentrações nas raízes sem translocá-lo para as partes aéreas. Foram abordadas as principais fontes de Hg, os métodos de determinação usados para quantificar esse metal e a ocorrência em ecossistemas e seus desdobramentos, bem como foram identificadas áreas com elevadas contaminações por diferentes fontes, com destaque para contaminação industrial e mineração. Dessa forma, mais estudos devem ser replicados, no intuito de garantir saltos para promover a redução da emissão e incorporação ao sistema, assim como recuperar as áreas já contaminadas.

Keywords