Revista Gestão & Saúde (Oct 2014)

MAIS DO QUE POSSO:

  • Christianne Moraes Casoni Cardoso,
  • Aldenan Lima Ribeiro Correa da Costa,
  • Marcia Goulart de Souza

Journal volume & issue
Vol. 5, no. 4
pp. 2589 – 2606

Abstract

Read online

Trata-se de uma pesquisa de campo com objetivos exploratórios e descritivos, de abordagem qualitativa, e sustentado nos conceitos da hermenêutica para sua fundamentação teórica. Este artigo pretendeu por meio das entrevistas em profundidade, compreender como se processou a relação de duas pessoas e uma cuidadora que vivenciaram a obesidade e a cirurgia bariátrica com a comida. Das narrativas apreendidas, enfocam-se os sentimentos apresentados pelas participantes relacionados com a comida, antes e após a cirurgia bariátrica, evidenciados nas seguintes categorias: “Antes eu comia prá engordá”! – onde assumem que comer é prazeroso e às vezes a comida tem o papel de amenizar as tristezas e as insatisfações do dia-a-dia. “Hoje eu como prá vivê!”- após a realização da cirurgia bariátrica, o ato de comer nem sempre é prazeroso, mas mesmo assim as vantagens que o procedimento traz são muito mais significativas do que as dificuldades relatadas, fazendo-se necessário compreender o problema da obesidade no âmbito de uma doença muito maior e mais complexa.

Keywords