In Autumn 2020, DOAJ will be relaunching with a new website with updated functionality, improved search, and a simplified application form. More information is available on our blog. Our API is also changing.

Hide this message

Pequena nota sobre a incorporação de Neuchâtel (Neueburg) à Suíça

Revista de História. 1963;27(55):213-215 DOI 10.11606/issn.2316-9141.rh.1963.122183

 

Journal Homepage

Journal Title: Revista de História

ISSN: 0034-8309 (Print); 2316-9141 (Online)

Publisher: Universidade de São Paulo

LCC Subject Category: History (General) and history of Europe: History (General) | History America: Latin America. Spanish America

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Spanish, Portuguese

 

AUTHORS


Eurípedes Simões de Paula

EDITORIAL INFORMATION

 

Abstract | Full Text

Durante a Idade Média e a Época Moderna, inúmeras regiões da Europa passaram da soberania dum país para outro, sem levar em conta os interêsses, a religião, a língua e os costumes dos seus habitantes. O que importava era o território pertencer a uma família e, nestas condições, êle poderia ser partilhado entre os herdeiros do soberano falecido como se fôsse uma mera propriedade imobiliária ou então ser incorporado ao território vizinho, apenas porque seu príncipe fôra o beneficiado na herança. Evidentemente tal costume derivava do Feudalismo, estabelecido na Europa nos meados do século IX e que se prolongou, pelo menos sob alguns aspectos, até a época da Revolução Francesa. Um exemplo bem frisante do que afirmamos pode ser encontrado nas vicissitudes por que passou o principado de Neuchâtel até ser incorporado, como cantão, à Confederação Helvética.