Avaliação da utilização de estações virtuais de referência para o georreferenciamento de imóveis rurais

Revista Brasileira de Geomática. 2017;5(3):361-379 DOI 10.3895/rbgeo.v5n3.5514

 

Journal Homepage

Journal Title: Revista Brasileira de Geomática

ISSN: 2317-4285 (Online)

Publisher: Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Society/Institution: Universidade Tecnológica Federal do Paraná

LCC Subject Category: Geography. Anthropology. Recreation: Physical geography | Science: Geology | Science: Physics: Geomagnetism

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Portuguese

Full-text formats available: PDF

 

AUTHORS

Vinicius Francisco Rofatto (Universidade Federal de Uberlândia, Monte Carmelo, Minas Gerais)
Jhonatta Willyan Miato Assunção (Universidade Federal de Uberlândia, Monte Carmelo, Minas Gerais)

EDITORIAL INFORMATION

Double blind peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 30 weeks

 

Abstract | Full Text

Este trabalho investiga a possibilidade de se empregar estações virtuais de referência (VRS) no georreferenciamento de imóveis rurais. Para tanto, foi realizada uma simulação de um georreferenciamento em uma propriedade rural da cidade de Monte Carmelo/MG. O rastreio dos vértices de limite da área foi realizado por meio do método relativo estático. As estações virtuais de referência foram então geradas para a posição das bases rastreadas em campo, o que permitiu uma série de considerações e experimentos. Foram utilizadas algumas técnicas para avaliar a coordenada da estação virtual no Posicionamento por Ponto Preciso, tomando como parâmetro de referência as coordenadas rastreadas com receptores reais. Na sequência, avalia-se a precisão posicional obtida no posicionamento relativo estático baseado em VRS de acordo com o que determina a 3ª Edição da Norma Técnica para o Georreferenciamento de Imóveis Rurais. Os resultados da avaliação da coordenada da VRS mostraram um erro planimétrico médio resultante de 17,1 cm com desvio padrão de ±0,2 cm para o caso da VRS processada com informações de dupla frequência, resultado considerado satisfatório.