<b>Espacialidades tecnológicas e vivências urbanas</b>

Galáxia. 2008;5(9)

 

Journal Homepage

Journal Title: Galáxia

ISSN: 1519-311X (Print); 1982-2553 (Online)

Publisher: Pontíficia Universidade Católica de São Paulo

Society/Institution: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

LCC Subject Category: Language and Literature: Philology. Linguistics: Communication. Mass media

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: French, Italian, Portuguese, English, Spanish

Full-text formats available: PDF

 

AUTHORS

Fábio Duarte

EDITORIAL INFORMATION

Peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 30 weeks

 

Abstract | Full Text

Neste ensaio, discutiremos como os meios tecnológicos de comunicação contemporâneos
 vêm propiciando a construção de novas vivências espaciais. A análise é pautada
 por quatro das principais manifestações contemporâneas de construção de espacialidades
 tecnológicas no meio urbano: a inserção de dispositivos de recorte imagético, que visam
 sobretudo ao controle de determinados fragmentos espaciais, como as câmeras de vigilância;
 a visão externa, permanente e total, que alimenta um simulacro extremamente
 codificado do espaço observado, como os mapas georreferenciados de imagens de satélite;
 a construção de espaços virtuais, com base nos códigos computacionais, que, mesmo ao
 tomarem a cidade como referência por similaridade imagética, são alheios às suas propriedades
 constitutivas e organizativas e a infiltração de meios tecnológicos na cidade,
 formando, mais do que nichos de realidade virtual, portas e pontes onde se expõem a
 influências múltiplas e constitutivas os ambientes urbanos e os informacionais.
 <b>Palavras-chave</b> cidade, meios de comunicação, tecnologias de informação, espaços virtuais
 
 <b>Abstract</b>
 In this essay, I propose to discuss how contemporary communication and information
 technologies can construct new kinds of spatial experiences. The analysis is based on four
 main types of urban espatialities built upon technological innovations: media inserted in
 the cities to control the urban life, such as surveillance cameras; maps based on satellite
 images which intend to show a total representation of reality; the construction of virtual
 spaces, based on digital codes which, even when they look like the cities, do not share their
 intrinsic properties; and the infiltration of the city by technological media which, more
 then spots of virtual reality, transform the urban environment into a hybrid city.
 <b>Key words</b> cities, media, information technologies, virtual spaces