In Autumn 2020, DOAJ will be relaunching with a new website with updated functionality, improved search, and a simplified application form. More information is available on our blog. Our API is also changing.

Hide this message

Della Volpe crítico de Lukács

Trans/Form/Ação. 1982;5(0):55-64 DOI 10.1590/S0101-31731982000100004

 

Journal Homepage

Journal Title: Trans/Form/Ação

ISSN: 0101-3173 (Print); 1980-539X (Online)

Publisher: Universidade Estadual Paulista

LCC Subject Category: Philosophy. Psychology. Religion: Philosophy (General)

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Portuguese, English

Full-text formats available: PDF, HTML, XML

 

AUTHORS


Wilcon Jóia Pereira (Universidade Estadual Paulista)

EDITORIAL INFORMATION

Blind peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 17 weeks

 

Abstract | Full Text

São apresentadas algumas críticas de Della Volpe à estética lukacsiana. Segundo o filósofo italiano, uma filosofia da arte materialista não poderia estar fundamentada no conceito de intuição. As categorias básicas seriam a de "plenitude cognoscitiva" e de "linguagens específicas". Assim, propõe-se que o sistema dellavolpiano seja levado em consideração, como verdadeiro ponto de partida para as reflexões sobre arte, sobre as relações entre a obra e a sociedade e sobre o grau de saber que o universo artístico produz.