Urdimento (Oct 2010)

O espectador emancipado

  • Jacques Rancière

DOI
https://doi.org/10.5965/1414573102152010107
Journal volume & issue
Vol. 2, no. 15
pp. 107 – 122

Abstract

Read online

Reflexão sobre as implicações do teatro contemporâneo, a partir das funções do espectador. Diante da vigência da “sociedade do espetáculo”, é desejável que a arte crítica introduza renovados mecanismos de partilha do sensível, promova a horizontalidade das relações, a redistribuição dos lugares comuns e reinstale no espectador o prazer do aprendizado. Abstract: Reflection on the implications of contemporary theater considering the functions of the spectator. Given the validity of the “society of spectacle”, it is desirable that the critic art introduces renewed mechanisms of sharing the sensitive, promotes horizontal relationships, the redistribution of common places and reinstall in the spectator the pleasure of learning. Tradução de Daniele Ávila.

Keywords