Scientific Electronic Archives (2021-04-01)

Viabilidade polínica de rosa-do-deserto (Apocynaceae) por meio de testes colorimétricos

  • V. Martins,
  • R. R. Cruz,
  • L. A. M. Antoniacomi,
  • I. V. Karsburg

DOI
https://doi.org/10.36560/14520211281
Journal volume & issue
Vol. 14, no. 5
pp. 85 – 88

Abstract

Read online

Adenium obesum, popularmente conhecida como rosa-do-deserto, é uma espécie nativa das regiões da África tropical, destacando-se por apresentar flores exóticas e exuberantes com cores diversas. Ainda existem poucos estudos que estimem sua capacidade reprodutiva a partir da viabilidade polínica. Objetivou-se nesse trabalho, avaliar a estimativa da viabilidade polínica da espécie Adenium obesum, em diferentes testes colorimétricos. O estudo foi realizado no laboratório didático II, da Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus de Alta Floresta - MT. Os botões florais foram coletados na zona urbana do município. Para preparação das laminas foram utilizados os corantes: Reativo de Alexander; Lugol 2%; e o corante alternativo, solução de Jacarandá. Com o auxílio de um bisturi foram cortadas as anteras transversalmente e estas postas em cima de uma lâmina, a seguir depositou-se 0,50 ml de corante, efetuou-se a maceração com auxílio de bastão de vidro, para a liberação dos grãos de pólen e sobre estes foi colocada uma lamínula. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey 5% de probabilidade. O teste com reativo de Alexander apresentou os maiores valores de viabilidade polínica, seguido pelo Lugol 2% e da solução de Jacarandá. Para estas estimativas, pela eficiência do produto, recomenda-se o uso do corante reativo de Alexander, e pela questão financeira, o uso da solução de jacarandá, haja vista que os mesmos mostram resultados satisfatórios