Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba (Dec 2011)

Prevalência de comportamento sedentário em adolescentes de escola particular de ensino fundamental

  • Inês Maria Crespo Gutierres Pardo,
  • Julia Stabenow Jorge,
  • Renata Guarischi Mattos Amaral Souza,
  • Sandra Regina Dantas Nascimento,
  • Valéria Cristina Ramos Santucci,
  • José Eduardo Martinez

Journal volume & issue
Vol. 13, no. 4
pp. 13 – 18

Abstract

Read online

Introdução e objetivos: o sedentarismo está associado ao aumento de prevalência de várias doenças crônicas. O objetivo deste estudo é identificar a prevalência e fatores associados ao comportamento sedentário em adolescentes. Material e métodos: 62 adolescentes de ambos os sexos, idade de 10 a 14 anos, matriculados em escola particular de ensino fundamental. Foram coletados dados sobre hábitos alimentares, padrão de atividade física e estado nutricional. Foram classificados como sedentários aqueles que dedicavam período de tempo superior a duas horas por dia a atividades passivas. Resultados: estudo de 62 adolescentes com idade média de 12,1 ± 1,2 anos, sendo 58,1% do sexo feminino. Verificou-se a prevalência de comportamento sedentário em 54,8% dos adolescentes em dias de semana e 74,2% em dias de final de semana. A média de horas gastas em atividades sedentárias foi de 3 horas e 20 minutos em dias de semana e 5 horas e 15 minutos em dias de final de semana. A idade e o peso foram as variáveis que se correlacionaram positivamente com o tempo gasto em atividades passivas no final de semana e dias de semana (p < 0,05). Conclusão: aproximadamente sete em cada dez adolescentes dedicam mais de duas horas por dia no final de semana em atividades sedentárias e praticam menos de 300 minutos por semana de atividades físicas. Campanhas elucidando a importância da prática de atividade física e diminuição de comportamento sedentário são fundamentais para reduzir os potenciais riscos à saúde na vida adulta.

Keywords