Avaliação da resposta imunológica da mucosa intestinal de frangos de corte desafiados com diferentes sorovares de Salmonella

Pesquisa Veterinária Brasileira. 35(3):241-248 DOI 10.1590/S0100-736X2015000300006

 

Journal Homepage

Journal Title: Pesquisa Veterinária Brasileira

ISSN: 0100-736X (Print); 1678-5150 (Online)

Publisher: Colégio Brasileiro de Patologia Animal (CBPA)

LCC Subject Category: Agriculture: Animal culture: Veterinary medicine

Country of publisher: Brazil

Language of fulltext: Portuguese, English

Full-text formats available: PDF, HTML, XML

 

AUTHORS

Eduardo C. Muniz
Larissa Pickler
Mariana C. Lourenço
Antônio L. Kraieski
Dany Mesa
Patrick Westphal
Elizabeth Santin

EDITORIAL INFORMATION

Peer review

Editorial Board

Instructions for authors

Time From Submission to Publication: 12 weeks

 

Abstract | Full Text

Objetivou-se com o presente estudo comparar o efeito de diferentes sorovares de Salmonella na resposta imune local da mucosa do intestino de frangos de corte. Aos sete dias de idade, as aves foram desafiadas com os sorovares S. Enteritidis, S. Typhimurium, S. Senftenberg, S. Mbandaka e S. Minnesota. Foi observado que todos os sorovares testados foram capazes de colonizar o intestino das aves sendo possível o isolamento de Salmonella em suabes de cloaca, 48 h após inoculação. De maneira geral, as aves do grupo controle negativo, que não foram desafiados apresentaram quantidade significativamente menor de células imunológicas na mucosa intestinal do que as aves desafiadas. Porém, verificou-se que os sorovares de Salmonella, utilizados neste estudo, apresentaram diferentes efeitos sobre a dinâmica celular da mucosa do íleo e ceco e afetaram de modo diferente o ganho de peso e ganho médio diário das aves demonstrando distintos graus de patogenicidade. Os sorovares Enteritidis e Typhimurium apresentaram um efeito mais intenso tanto no desempenho quanto na mobilização de células imunológicas na mucosa intestinal de frangos de corte